Em 2015 a Região Sul recebeu apenas 20% dos impostos federais que recolheu

A Receita Federal do Brasil (RFB) divulgou, nesta quinta-feira (21/01), o relatório de Análise da Arrecadação das Receitas Federais de dezembro de 2015. O valor total arrecadado no mês de dezembro foi de R$ 121.502 milhões, e de R$ 1.221.546 milhões (R$ 1,221 trilhão) durante o ano de 2015.

De acordo com a Receita Federal, o resultado apresentou queda de 5,62%, na comparação com 2014, descontada a inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). O aumento de tributos e receitas as receitas extras não compensaram a arrecadação menor, em um ano de recessão econômica.

Para os estados e municípios do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, 2015 não teve praticamente nenhuma alteração nas transferências de recursos realizados pelo governo federal. Em 2014 a Região Sul arrecadou 166,6 bilhões em impostos federais e teve retorno de 33,8 bilhões, ou seja, 20,27%.

Em 2015 este percentual teve um aumento desconsiderável. Os 3 (três) estados arrecadaram 167,8 bilhões em impostos federais e tiveram retorno de 34,1 bilhões, fechando o ano com um retorno de 20,38%, ficando abaixo da média nacional de retorno de 25%.

Os estados que mais receberam recursos federais comparado a sua arrecadação no ano foram os estados do Amazonas, Acre e Tocantins; com retorno de 701%, 305% e 292%, respectivamente.

Já os estados que mais foram prejudicados pelo governo federal voltaram a ser São Paulo e o Rio de Janeiro, com retorno de 7% e 10%. Os estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul vêm logo em seguida como os estados mais prejudicados.
Confira a tabela abaixo:

2015_Arrecadacao_Retorno1

O movimento O Sul é o Meu País é uma associação privada sem fins lucrativos que tem como objetivo viabilizar a emancipação política e administrativa dos três estados do sul do Brasil em uma nação soberana, de forma pacífica e democrática.

12573163_10204905374668171_1010160671756630574_nUm dos motivos que faz este movimento buscar a independência é a falta de recursos que os estados e municípios recebem da União. Cada vez mais a União transfere aos estados e municípios a responsabilidade pela despesas com a prestação de serviços à população, no entanto, mantém ou diminui a quantidade de recurso que é encaminhado à eles.

A falta de recursos para os estados e municípios aliado a uma ingerência do Estado feito governo federal em uma estrutura administrativa centralizadora, está cada vez mais definhando a infra-estrutura e os serviços da região, bem como aumentando a pobreza.

No dia 02 DE OUTRUBRO 2016 o Povo Sulista terá pela primeira vez a oportunidade de dizer SIM A INDEPENDÊNCIA. A pergunta que será realizada a população Sulista é simples e clara:

SMP-PlebiscitoVOCÊ QUER QUE O PARANÁ, SANTA CATARINA E RIO GRANDE DO SUL FORMEM UM PAÍS INDEPENDENTE?

As opções para a resposta na votação serão: (SIM) e (NÃO).

Veja mais informações sobre o Plebiscito Consultivo 2016 no endereço: http://www.plebisul.org.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Comentários

Notícias

COMPARTILHAR

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

pagar anuidade

PIX
Banco 085 / Agência 0101-5 / Conta 8537348
R$ 70,00 anual
Envie comprovante com nome do membro para
contato@osuleomeupais.org

doação

Somos um movimento sem fins lucrativos. Ajude-nos a divulgar cada vez mais nossos ideais. Você pode doar qualquer valor.