Hora de retomar e crescer!

Por Ozinil Martins de Souza, Colunista do Movimento O Sul é o Meu País.

Hora de retomar e crescer!

A República Federativa do Brasil é composta de 26 Estados e o Distrito Federal. Tem sua capital em Brasília e centraliza todas as decisões que interessa ao povo brasileiro. Desde o dinheiro arrecadado pelos Estados, até as mais comezinhas decisões que interessam, especificamente, a um único Estado devem ser submetidas a uma constituição central. Temos no país uma república que difere da norte-americana em tudo, pois esta permite que os Estados possuam legislações diferentes desde que respeitem os princípios da constituição federal. Portanto, nos Estados Unidos da América você encontrará Estados que se utilizam da pena de morte e outros não, que proíbem o uso de maconha e outros que o permitem. Nesta constituição americana é possível reconhecer a autonomia dos Estados.

O sistema de arrecadação do governo central obriga a que, todos os recursos captados, transitem pelos cofres do governo e, só depois, retornem aos Estados onde foram captados da. Isto faz com que, os Estados e municípios, estejam em Brasília procurando recursos que, originalmente, são seus por direito. Enquanto estados, com governos organizados, empreendedores agressivos, povo com bom nível educacional e voltados para inovação são penalizados ao ter seus recursos retidos e, devolvidos em quantias irrisórias perto do que foi arrecadado, outros Estados vivem da dependência dos recursos daqueles que trabalham e fazem a diferença; isto acontece desde que a república foi criada. Por que durante todo este tempo o povo destes Estados é mantido na ignorância e suas elites não param de acumular riquezas? Basta analisar o IDH dos Estados para ver a pobreza cristalizada em muitos dos beneficiários do sistema.

Em função da criação e manutenção desta situação, desde épocas imemoriais, foram criados movimentos separatistas que foram sufocados pelo uso das espadas do império comandado por Duque de Caxias. As rebeliões, da qual a mais famosa e mais longa foi a Revolução Farroupilha e, que ocorreram em vários e diferentes locais, foram sufocadas pelo império, mas não eliminaram o sentimento existente de que o Brasil, como é administrado desde sempre, torna-se cada vez mais inviável.

O Movimento O Sul é o Meu País não é o único a pautar por um caminho de independência. Em Pernambuco cresce este sentimento, há também o Nordeste Independente, o Amazônia Independente e no Estado mais rico do país há o São Paulo Independente entre outros; a busca pela liberdade econômica e política é o objetivo de quem se sente tolhido por um governo central catalisador.

Nos últimos anos, fruto de um patriotismo ressurgido, o Movimento hibernou. Mas, é chegada a hora de retomar nossas bandeiras, sempre dentro da lei e da ordem, e retomar o trabalho que estava bem encaminhado. A proposta é a da criação, em cada município, de Comissão para conduzir os atos e ações de esclarecimentos ao povo em geral. Sabemos que o apoio ao Movimento é grande (pesquisas realizadas indicam isto) e galvanizar este povo é nossa missão!

Lembrem-se de que o computador que levou o homem à lua em 1969 era equivalente a uma tecnologia básica contida em um 486. Quando se quer os milagres acontecem! Hora de constituir as comissões!!!

Por Ozinil Martins de Souza, Colunista do Movimento O Sul é o Meu País.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Comentários

Notícias

COMPARTILHAR

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

pagar anuidade

PIX
Banco 085 / Agência 0101-5 / Conta 8537348
R$ 70,00 anual
Envie comprovante com nome do membro para
contato@osuleomeupais.org

doação

Somos um movimento sem fins lucrativos. Ajude-nos a divulgar cada vez mais nossos ideais. Você pode doar qualquer valor.